Argentina: conheça os principais artistas da música do país

Sendo o oitavo maior país do mundo em território e o terceiro em população, a Argentina é constituída por 23 províncias e uma cidade autônoma, Buenos Aires, capital do país. É o maior entre as nações de língua espanhola e possui uma rica cultura, com a literatura como uma das indústrias de publicação mais ativas da América do Sul. Já quando pensamos na história musical do país, lembramos da essência cultural argentina, o tango.

A idade de ouro do tango (1930 a meados dos anos 1950) se inspirou no jazz e no swing nos Estados Unidos, com grandes grupos orquestrais. Incorporando a música acústica e depois os sintetizadores, em 1955, o bandoneonista (Bandoneón é um instrumento musical de palhetas livres, semelhante a uma concertina ou um acordeão) Astor Piazzolla popularizou o “novo tango” criando uma tendência mais sutil e intelectual. O tango foi desenvolvido em Buenos Aires, e ganhou exposição mundial com o músico Carlos Gardel, que mesmo depois de sua morte precoce, em 1935, não conseguiu ser substituído por outro artista que apostasse neste estilo tanto, quanto ele assim fez. Hoje, o estilo é popular no mundo inteiro e está em constante evolução.

FOTO – Divulgação

Outro gênero musical do país que deve ser comentado é o rock argentino. Desenvolvido em um estilo musical diferente na década de 1960, hoje é considerado a forma mais bem sucedida do rock em espanhol. O rock argentino também, como acontece em muitos países em tempos de contradições políticas, foi uma das principais formas de manifestações musicais do país. Na metade dos anos 1960, quando o rock tomou conta da Inglaterra e dos EUA, os argentinos tiveram contato com essa revolução cultural e logo nasceram bandas como Los Gatos, Manal e Almendra.

A banda Serú Girán foi a pioneira, em 1980, quando as bandas argentinas tornaram-se populares em toda a América Latina e, também, em outros países. Enquanto aqui no Brasil ainda estávamos engatinhando, nossos vizinhos estavam há muitos anos na frente em termos de produção cultural por meio do rock and roll.  Bandas como Soda Stereo, Sumo, Virus, Abuelos de la nada, Enanitos verdes , Patricio Rey y sus Redonditos de Ricota, GIT e compositores como Charly García, Luis Alberto Spinetta, Andrés Calamaro e Fito Páez são referências da cultura do rock argentino.

Principais nomes da música argentina

A Argentina está ali do lado e influencia diretamente a nossa economia, a nossa política externa, as nossas rotas turísticas e a nossa forma de enxergar a América Latina. Mesmo assim, culturalmente, não absorvermos muito desse país que está tão perto. E para ajudar a melhorar esta integração, através da música, selecionamos alguns dos principais nomes do país. Confira!

Carlos Gardel

O músico levou o tango para um mundo com a música “Por una cabeza”, a melodia que transcorre o tempo e, ainda hoje, está na memória de muita gente. É aquela melodia que todo mundo já ouviu, quando se fala de tango.  Carlos Gardel começou sua carreira cantando em bares e festas e, em 1913, formou o dueto com José Razzano (que durou até 1925), cantando uma grande variedade de canções populares. Gardel fez sua própria música inventando o Tango-Song, com seu sucesso de 1917, Mi Noche Triste, (vendendo 100.000 cópias) e foi um sucesso popular imediato nos países latinos. 

Por una cabeza foi interpretada por numerosas orquestras de tango e  passou a aparecer mais freqüentemente em filmes e na televisão – não só por sua inquestionável qualidade como também pelo término do prazo dos direitos autorais, que passaram para domínio público após o aniversário de 50 anos da morte de Gardel.

Charly García

Charly García se tornou um dos mais renomados e influentes artistas argentinos entre os anos 70 e 80, gravando 41 discos, e ganhando vários prêmios. Com mais de 40 anos de carreira é sinônimo de rock argentino e uma das personalidades mais icônicas da América Latina. Reconhecido tanto pelo seu talento musical, como pelo seu comportamento polêmico e desregrado é cantor, compositor, produtor, guitarrista e perito em piano.

Fito Paes

Considerado como o músico argentino de maior popularidade no exterior, começou na banda de García e em 1985. Resolveu ir para uma carreira solo e gravou, também, com artistas brasileiros, como Caetano Veloso, e Paralamas do Sucesso. Seu álbum “El Amor Despues del Amor” (1992) é o mais vendido de toda a história do rock argentino, ultrapassando a marca de 700 mil unidades. Dentre os artistas argentinos é o que cultiva maior ligação com o Brasil.  Fã de Chico Buarque, Fito já fez muitas referencias ao poeta brasileiro em suas canções e regravou a música “Construção” no álbum “Confiá”, de 2011. “Carabelas Nada” é um tango arrastado, com uma bela linha de piano.

Soda Stereo

Entre as bandas de rock, Soda Stereo foi uma das que se destacou no país, com secesso da mesma proporção que a Legião Urbana por aqui, no Brasil. O grupo estourou nos anos 90, mas acabou no ano de 1997 por problemas pessoais entre os integrantes. Apesar disso, em 2007 o grupo anunciou um retorno, com uma única turnê, na qual reuniram mais de 1 milhão de fãs.  Durante os 15 anos (1982 – 1997) de carreira estiveram no topo da fama. Maior exemplo de tamanho prestígio do trio são as duas apresentações, como atração principal do Festival Internacional da Canção de Viña del Mar, em 1987.

Delta Venus

Como um projeto de Diego Barreiro, o Delta Venus é liderado pelo músico de 34 anos, lançado em dezembro de 2014 e produzido por Will Berman (baterista da norte-americana MGMT).

Las Taradas

Formado só por mulheres passeia por bolero, jazz, cúmbia, country e até samba para apresentar clássicos eternizados nas vozes de artistas como Johnny Cash (1932-2003), Carmen Miranda (1909-1955) e Los Machucambos. Com um estilo bem-humorado e particular às canções, a banda chamou atenção na Argentina e veio quatro vezes ao Brasil.

E, aí? Gostou? Deixe nos comentários sua opinião e qual país gostaria de fazer um tour através da música. Siga o E.T.C. nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades.

Para mais sobre música, acesse aqui.

Post Author: Jaqueline Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *